[SiEventos] Agenda, equipe e romaneio

É muito comum no dia a dia de uma empresa de gestão de eventos, você precisar fazer o agendamento das equipes e orçamentar todos os custos que terão com elas.

No intuito de facilitar essas tarefas do dia a dia, foram desenvolvidas as funções Agenda, Equipe e Romaneio.

A seguir, uma breve descrição do que cada uma dessas funções é capaz:

  • Agenda: Com a agenda você consegue planejar o evento em detalhes. Como por exemplo, desde a entrada dos formandos e convidados em uma colação de grau até o a sua saída.
  • Equipe: Nessa função, você deixa cadastrado quem são as pessoas que farão parte da equipe que irá executar aquele evento em questão.
  • Romaneio: Na função de romaneio, é onde calcula-se todo o custo que será colocado na equipe além do cachê, como por exemplo, lanche, combustível pedágio e entre outros.

Para ter acesso a essas funções, basta você clicar na opção Eventos, selecionar um evento existente ou cadastrar um novo. Com o evento cadastrado, clique na aba Agenda e cadastre um novo agendamento, feito isso, basta dar um duplo clique nesse mesmo agendamento para ter acesso as opções de Equipe e Romaneio.

Para informações mais detalhadas, assista o vídeo abaixo:

[SiEventos] Brindes

Por muitas vezes, quando se fecha um contrato de exclusividade é de costume de algumas empresas oferecerem alguns brindes a esses clientes. E foi pensando nisso que a tela de brindes do nosso ERP SiEventos foi desenvolvida.

Através dessa tela, você pode:

  • Adicionar ou remover qualquer brinde ao evento
  • Gerar o Contas a Pagar de cada um dos brindes individualmente ou todo de uma vez
  • Marcar se o brinde já foi entregue ou não

Para adicionar um brinde ao evento é bem simples.

  • Abra o menu Eventos e selecione o evento desejado
  • Com o evento selecionado aberto, clique na aba Brindes
  • Clique no botão com sinal de adição para adicionar um brinde ao evento
  • Escolha o brinde que será adicionado ao evento, coloque a quantidade e o valor unitário
  • Defina uma data de entrega e coloque uma observação se necessário

Para mais detalhes, assista o vídeo abaixo:

[SiEmpresarial/SiEventos/SiForm/SiOfi] Menu Personalizado

No intuito de facilitar a vida do usuário, foi desenvolvido o Menu personalizado.

Nesse menu, você tem acesso a três opções:

  • Meu menu – Onde o usuário consegue fixar as telas e opções que são mais utilizadas por ele dentro do sistema.
  • Últimos acessos – Telas e opções que foram acessadas recentemente pelo usuário.
  • Configurações – Opção onde o usuário consegue configurar as opções do menu personalizado, como por exemplo, selecionar quais telas e opção serão fixadas no Meu menu.

Ainda assim, caso você não queira visualizar o menu personalizado, basta clicar na opção Ocultar, localizada em configurações.

Segue abaixo um vídeo demonstrativo de como utilizar e configurar o menu personalizado:

[SiEventos] Inclusao sem identificação

Em algumas situações, quando vamos enviar os álbuns para produção, percebemos que tem vários álbuns de participantes que não foram ainda identificados no sistema.

Para contornar essa situação foi implementada uma nova função que automatiza todo o processo de cadastro e inclusão desses participantes sem identificação:

Para adicionar os participantes não identificados ao evento os seguintes passos devem ser seguidos:

  • Acessar o menu de manutenção do evento
  • Selecionar o evento desejado
  • Selecionar a aba Participantes e clicar na opção “Incluir SI”, localizada no inferior direito da janela
  • Uma vez na janela Adicionar Participante Sem Identificação, o usuário deverá digitar a Quantidade de participantes que deseja incluir ao evento
  • Feito isso, basta o usuário editar os nomes dos participantes para algo mais amigável ou de fácil entendimento. O usuário pode inclusive colocar a ficha e o álbum a qual aqueles participantes pertencem
  • Em seguida, é só clicar em confirmar que os participantes serão adicionados ao evento

Uma vez que os participantes forem inseridos no evento através dessa opção, o sistema cria esses cadastros automaticamente, possibilitando ao usuário editar o cadastro posteriormente após a identificação dos participantes, e assim é possível realizar todo o processo de produção, entrada no estoque e futuramente a venda.

[SiEmpresarial/SiOfi/SiEventos] Novo método de transmissão de nota fiscal – NFe

As versões mais recentes do nosso sistema vêm com um novo método para transmissão de notas fiscais que pode ser usado opcionalmente.

As vantagens para usar o novo método são:

  • Possibilidade de transmitir várias notas simultaneamente;
  • Não é necessário instalar módulo adicional no computador (nfe-app);
  • Qualquer computador pode transmitir as notas;
  • É possível transmitir as notas de qualquer computador, mesmo que ele não esteja com o windows atualizado;
  • Possibilidade de acessar as notas transmitidas através no novo portal online de qualquer computador, mesmo que você esteja fora da empresa;

Para efetuar a transmissão em lote, o usuário deverá seguir os seguintes passos:

  • Gerar as notas manualmente ou através do faturamento/pedido
  • Abrir a tela da nota e clicar na opção Nota  NF-e e selecione a opção Novo Método – Transmitir em lote.
  • Nessa janela, temos todas as notas que ainda não foram transmitidas no sistema.
  • Para transmitir várias notas de uma vez basta selecionar as notas que deseja, ou clicar na opção Selecionar Todos que está localizada no rodapé da janela aberta.
  • Em seguida, confirme as opções de visualizar, imprimir ou enviar por e-mail
  • Para finalizar, clicar em Transmitir.

As notas que foram transmitidas com sucesso serão marcadas em verde e as com rejeição serão marcadas em vermelho. Clicando duas vezes sobre a nota transmitira é possível visualizar ela em PDF. Clicando com o botão da direta é possível enviar e-mail para várias destinatários, alem do envio automático.

Lembrando apenas que para uso do novo método é necessário que a empresa tenha certificado modelo A1 (arquivo), e o método antigo irá continuar disponível para uso, caso a empresa prefira.

Abaixo um vídeo demonstrativo.

 

Atualização Módulo Emissor de NFe – Tradicional

Devido a uma necessidade de atender às novas regras da SEFAZ, a partir da versão 19.25 será necessário fazer uma atualização no módulo de transmissão da NFe.

Essa atualização do módulo não é automática, pois envolve vários procedimentos, assim recomendamos que só faça a atualização para a versão 19.25 quando não tiver nenhum nota (NFe) urgente para ser transmitida.

Mas atenção:

  • Se você já usa o método novo de transmissão, não precisa se preocupar com isso. Pode atualizar normalmente.
  • E, as máquinas que não transmitem NFe também pode ser atualizadas normalmente.

Então, após atualizar para a versão 19.25 e antes de transmitir novas NFe, entre em contato com o suporte para finalizar a atualização do módulo NFe.

Essa atualização deve ser feita até o final do mês, para não correr risco de a sua empresa não conseguir transmitir NFe.

 

 

Comunicado Importante Sobre Certificado Digital

 

Se a sua empresa ainda utiliza o certificado em token ou cartão (A3), essa informação é importante para você.

Com as novas tecnologias que estão surgindo, a evolução do software e, em especial as aplicações em nuvem, aonde o software pode ser acessado de qualquer lugar,  exigem que seja usado o certificado A1 (arquivo) para transmissão de documentos fiscais (NFe, NFCe, MDFe, CTe) pois este modelo não tem limitações físicas para o seu uso.

Há outras vantagens também no uso do certificado A1, como a possibilidade de ser instalado em vários computadores e vários sistemas, pode ser usado ao mesmo tempo em vários lugares, não é necessário uso de leitores externos e nem fazer instalações adicionais.

Desta forma  no momento da renovação do seu certificado você deve optar pelo modelo A1 e não mais os modelos em cartão ou token.

Para emissão de documentos fiscais como NFCe, MDFe, CTe, hoje apenas só é possível ser usado o modelo A1.

Para emissão da NFe, ainda é possível usar o modelo de certificado em token ou cartão, porém isso deve mudar em 2020, quando apenas será possível usar o modelo A1.

Qualquer duvida, entrar em contato.

vIPIDevol: Nota de Devolução emitente simples nacional com IPI

A partir da versão 4 da nota fiscal eletrônica, foi adicionado um novo campo para devolução de IPI, quando o emitente da nota for simples nacional.

Assim, caso precise fazer uma nota de devolução aonde você precise devolver o valor do IPI, deve ser usado esse campo novo para destacar esse valor e não usar o campo IPI ou o valor de outros acréscimos.

 

 

Neste exemplo, temos uma nota de devolução já pré preenchida.

Basta clicar duas vezes sobre o item que tem IPI a ser devolvido, clicar no botão Dev.

Informe a porcentagem que está devolvendo, o valor do IPI e também o motivo da devolução e clique OK.

Você vai observar que o total da nota irá ser alterado.

Feito isso, lembre se de informar a chave da nota que está sendo devolvida e acrescentar os dados adicionais necessários e transmitir a nota.

Essas informações se aplicam a empresas Simples Nacional. Para as empresas de regime normal, deve ser usado o campo IPI normalmente para fazer devoluções.

 

Busca de funções no Sistema

Muitas vezes você pode se esquecer de um determinado caminho para uma tela, relatório, gráfico, etc.

Dentro de nosso software, há um ícone na barra inferior, chamado BUSCAR:

Vamos usar como exemplo, caso queiramos saber onde acho o relatório de BORDERO DE COBRANÇAS, que fica em RELATÓRIOS -> FINANCEIRO -> BORDÊRO DE COBRANÇA.

Dê dois cliques no ícone buscar na barra inferior, e você verá essa tela:

Vá até o campo busca e digite o que precisa saber onde se encontra no sistema. (No caso iremos apenas colocar as letras BOR, sem necessitar apertar a tecla ENTER.)

A Busca já encontrou o relatório que queríamos. Dê dois cliques em cima do resultado e a tela será aberta.

 

Fraude nos Boletos

Uma fraude vem prejudicando empresas em todo o Brasil. Quadrilhas de fraudadores têm acesso a notas fiscais (XML) e emitem boletos de cobranças que encaminham o valor pago a contas bancárias dos criminosos. O “golpe dos boletos clonados” está cada vez mais comum.

O golpe consiste quando o criminoso consegue de alguma maneira o XML e/ou DANFE, e a partir destes documentos elabora um novo boleto com os dados da conta do beneficiário adulterada. O acesso ao XML, pelo fraudador pode ser feito pela conta de e-mail do destinatário ou até mesmo ser baixado pelo próprio site da Sefaz, uma vez que o XMLe a nota fiscal são documentos públicos.

Vale ressaltar que não há nenhum problema quanto ao nosso ERP ou banco de dados do software (SiEmpresarial/SiOfi/SiForm) . Essas questões ja foram verificadas e auditadas.

Para diminuir a chance deste tipo de problema, recomendamos aos procedimentos:

  • Mantenha seu antivírus atualizado e de preferencia utilize os mais eficazes. Geralmente os gratuitos não são tão bons quanto os pagos;
  • Cuide da sua infraestrutura: rede, servidores, etc;
  • Utilize sistemas de Firewall;
  • Passe essas recomendações de segurança para os seus clientes, pois o problema pode estar no computador do seu cliente.
  • Comunique aos seus clientes quais sãos os bancos que você emite boleto;
  • Informe aos seus clientes quem é a pessoa responsável pelo seu financeiro e quem envia os boletos;
  • Peça para seus clientes sempre verificarem no momento do pagamento do boleto, qual é o nome que aparece. Todos os boletos registrados tem essa disponibilidade.
  • Você pode colocar essas mensagens de alerta nos dados adicionais da sua nota.
  • Você também pode colocar essa mensagem de alerta no corpo do e-mail do envio do XML. Nos parâmetros do sistema tem essa função.

Abaixo temos um exemplo de como você pode fazer essa mensagem:

“AVISO IMPORTANTE: Cuidado com os boletos falsos! Considerar apenas os boletos enviados pela nossa equipe através dos emails: xxxx@email.com.br. Em caso de duvidas, entrar em contato com nosso departamento financeiro”