Rejeição 805: A SEFAZ do destinatário não permite Contribuinte Isento de Inscrição Estadual.

Essa regra é referente a Nota Técnica (NT) 2015.003 e será aplicada a partir de 01/01/2016. A regra diz que os estados listados (AM, BA, CE, GO, MG, MS, MT,PE, RN, SE e SP) passarão a NÃO aprovar notas fiscais cujo o Perfil do ICMS seja igual a 2 (Contribuinte isento de Inscrição).

Caso esteja passando por essa rejeição, a dica é verificar os dados do destinatário, se ele for pessoa física, o Perdil do ICMS deve ser 9. Caso seja pessoa jurídica, verifique se o destinatário realmente é isento de inscrição estadual e preencha corretamente o campo Perfil. Caso seja isento, utilize o Perfil 9. Caso tenha inscrição utilize o Perfil 1.

Para isso, recomendo o site do SINTEGRA (http://www.sintegra.gov.br/), nesse site você consulta consultar a inscrição estadual a partir do CNPJ.

Rejeição 851: Soma do valor das parcelas difere do Valor Líquido da Fatura. Solução

Essa é uma nova exigência do layout da NFe 4.00.

A soma das parcelas da nota fiscal não pode ser diferente do total da nota. O sistema alerta quando essa soma não bate com o total da nota fiscal.

Desta forma, verifique se o total das parcelas é igual ao total da nota. Mesmo quando há variação de centavos, a SEFAZ irá bloquear a transmissão.

Para usuários do SiOfi, será necessário marcar a opção “Não exibir parcelas na DANFE”, pois nas parcelas, para o caso de venda, inclui também o valor do serviço. Para estes usuários poderá ser utilizado botão “$”, para que o valor de cada parcela seja exibido nos dados adicionais da nota. Caso não tenha serviço incluso, esse procedimento não precisará ser feito.

Rejeição 889: Obrigatória a informação do GTIN para o produto. Como solucionar?

A partir de 23/07/2018, a Sefaz-SP passou a obrigar o preenchimento do GTIN, o antigo EAN ou código de barras para transmissão de NFe e NFCe.

Assim, para solucionar essa rejeição informe no cadastro do produto o código de barras correto do mesmo ou caso não tenha código de barras informe o texto “SEM GTIN” (sem as aspas).

Desta forma, a NFe será transmitida.

Emissor Gratuito de NFe não funcionará mais

A partir de 02/07/2018, com a obrigatoriedade da atualização da NF-e para versão 4.0, o emissor fiscal gratuito de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) desenvolvido pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo deixará de funcionar, pois o mesmo adota a versão 3.1.  A recomendação é que as empresas migrem para uma solução própria para emitir documentos fiscais eletrônicos.

Conheça a solução da F5Software para emissão de documentos fiscais.

Possuímos os módulos fiscais NFe, NFCe, NFSe, MDFe e SPED.

Sub-Status do Pedido / Ordem de Serviço

No seu ERP agora tem um novo conceito implementado que denominamos de Sub-Status. Ele pode ser tanto aplicado no Pedido de Venda (SiEmpresarial) quando na Ordem de Serviço (SiOfi).

A sua função é detalhar a situação do seu Pedido ou OS, a qual os status tradicionais já existentes no sistema (orçamento, confirmado, finalizado), não atendem plenamente.

Veja alguns casos de Sub-Status que podem ser cadastrados e utilizados:

  • Aguardando aprovação do cliente;
  • Aguardando chega de peças;
  • Aguardando aprovação do financeiro;
  • Aguardando transportadora;
  • Em acabamento;
  • Em processo de finalização;

Cadastrando Sub Status

O campo Sub Status é personalizável, ou seja, temos como cadastrá-los, e empresa escolhe quais tipo de sub status mais lhe atende.

O caminho no sistema para abrir a tela de cadastro do Sub Status: “Cadastros Gerais>Sub Status”

 

Para criar um sub status, clique em novo e digite um número ou letra que queira utilizar, pressione enter e em seguida informe a descrição. Clique em salvar para finalizar o cadastro.

Informando no Pedido de Venda – SiEmpresarial

A imagem abaixo mostra aonde deve ser informado o sub-status no caso da empresa utilizar o SiEmpresarial

Informando na Ordem de Serviços – SiOfi

E, no caso do SiOfi, a imagem abaixo indica aonde deve ser informado.

 

Em ambos ERP, é possível pesquisar pelo Sub-Status, bastando utilizar a função de pesquisa do Pedido ou da Ordem de Serviço.

 

 

Layout Modelo Nfe 4.00

A obrigatoriedade do layout da NFe 4.00 foi prorrogado mais uma vez, sendo que o layout anterior 3.10, irá parar de funcionar agora em 02/08/2018.

Se você já atualizou os seu sistema para versão 18.24, fique tranquilo, que a sua verão já contempla esse novo layout.

Caso você ainda não tenha atualizado, entre em contato com nosso suporte para fazer essa atualização o quanto antes.

Relembramos que a partir de 02/08/2018, você não irá conseguir transmitir notas usando o layout antigo.

Como Alterar o Juros e a Multa do Boleto

Precisa alterar o Juros ao dia e a Multa por atraso do Boleto?

A melhor opção é acessando os Parâmetros do Sistema.

O acesso a tela de Parâmetros é feito de acordo com o caminho digitado:  “Configurações>Parâmetros do Sistema> Aba Financeiro”.

Na imagem a seguir, dentro do retângulo em vermelho indica a aba Financeiro e o local para definir como padrão os valores do Juros Dia (porcentagem), Multa Atraso  (porcentagem) e Taxa Boleto.

Note que os valores dos campos Multa Atraso (2,00%) e Juros Dia (1,00%) estão em porcentagem.

Nos campos marcados na imagem, colocar os respectivos valores de acordo com as regras da empresa, então, após a alteração, clicar no botão Salvar.

No SiEventos o caminho é semelhante, porém, muda-se o nome da Aba: “Configurações>Parâmetros do Sistema> Aba Contas Receber”.

Na imagem, temos a aba Contas Receber e os campos Multa Atraso, Juros Dia e Taxa Boleto.

Assim, ao acessar a tela de Geração de Boletos Bancários, os valores definidos nos Parâmetros do Sistema aparecem na tela, conforme mostra na imagem a seguir:

A área destacada por um retângulo em vermelho mostra os valores em porcentagem do Juros Dia e Multa por Atraso.

Cadastrar uma Cidade

Para acessar a tela de cadastro no sistema, seguir o caminho indicado: “Cadastros Gerais>Cidades e Estados>Cidade”.

No exemplo está sendo utilizado o SiEmpresarial, porém, todos os nossos softwares seguem a mesma ideia na tela de cadastro de cidade.

Na tela de cadastro de cidade, antes de adicionar um novo registro, verificar pela opção de pesquisa a cidade que será cadastrado, conforme indicado na imagem:

A consulta das cidades é feita pelo nome, então, temos na imagem a seguir, a busca pelo cadastro do município de Fernando de Noronha:

Note na imagem, digitando parte do nome da cidade o sistema listou as cidades com o nome parecido com o digitado, porém, o registro do município de Fernando de Noronha não consta na lista, ou seja, cadastraremos Fernando de Noronha.

Lembrando: Os registros pesquisados na imagem acima, estão com status A, ou seja, está ativo, na consulta pela cidade, verificar com o campo Ativo marcado e pesquisar com o campo desmarcado.

Na tela de cadastro, clicamos na opção Novo, possibilitando a criação de um novo registro:

Na imagem acima, foram digitados todos os dados pertinente a cidade de Fernando de Noronha. Com todos os dados preenchidos ou não, informações obrigatórias para o funcionamento da transmissão de nota fiscal é o Nome da Cidade, Estado e IBGE.

Código IBGE

O código do IBGE é fundamental para o funcionamento de transmissão de nota fiscal, para obtê-lo, acessamos o site: https://cidades.ibge.gov.br

Na página do IBGE, digitar no campo de pesquisa o nome da cidade, no local indicado na imagem, seguindo o exemplo:

Clicando na cidade, o site exibe as informações pertinentes a cidade, uma delas é o código do IBGE da cidade:

O retângulo vermelho destaca a informação que precisamos, digite esse código no campo IBGE no cadastro da cidade.