Fraude nos Boletos

Uma fraude vem prejudicando empresas em todo o Brasil. Quadrilhas de fraudadores têm acesso a notas fiscais (XML) e emitem boletos de cobranças que encaminham o valor pago a contas bancárias dos criminosos. O “golpe dos boletos clonados” está cada vez mais comum.

O golpe consiste quando o criminoso consegue de alguma maneira o XML e/ou DANFE, e a partir destes documentos elabora um novo boleto com os dados da conta do beneficiário adulterada. O acesso ao XML, pelo fraudador pode ser feito pela conta de e-mail do destinatário ou até mesmo ser baixado pelo próprio site da Sefaz, uma vez que o XMLe a nota fiscal são documentos públicos.

Vale ressaltar que não há nenhum problema quanto ao nosso ERP ou banco de dados do software (SiEmpresarial/SiOfi/SiForm) . Essas questões ja foram verificadas e auditadas.

Para diminuir a chance deste tipo de problema, recomendamos aos procedimentos:

  • Mantenha seu antivírus atualizado e de preferencia utilize os mais eficazes. Geralmente os gratuitos não são tão bons quanto os pagos;
  • Cuide da sua infraestrutura: rede, servidores, etc;
  • Utilize sistemas de Firewall;
  • Passe essas recomendações de segurança para os seus clientes, pois o problema pode estar no computador do seu cliente.
  • Comunique aos seus clientes quais sãos os bancos que você emite boleto;
  • Informe aos seus clientes quem é a pessoa responsável pelo seu financeiro e quem envia os boletos;
  • Peça para seus clientes sempre verificarem no momento do pagamento do boleto, qual é o nome que aparece. Todos os boletos registrados tem essa disponibilidade.
  • Você pode colocar essas mensagens de alerta nos dados adicionais da sua nota.
  • Você também pode colocar essa mensagem de alerta no corpo do e-mail do envio do XML. Nos parâmetros do sistema tem essa função.

Abaixo temos um exemplo de como você pode fazer essa mensagem:

“AVISO IMPORTANTE: Cuidado com os boletos falsos! Considerar apenas os boletos enviados pela nossa equipe através dos emails: xxxx@email.com.br. Em caso de duvidas, entrar em contato com nosso departamento financeiro”

 

Atribuindo Permissão de Telas

Para a liberação de acesso de um determinado usuário a algumas telas do sistema, é necessário que um supervisor faça essa liberação.

Após seguir esse caminho, vai abrir uma tela no qual você deverá escolher para qual usuário deseja dar essa permissão, depois da seleção do usuário, poderá visualizar no canto inferior esquerdo a busca no qual você pode escrever o nome da tela que deseja dar a permissão

Depois de identificar qual tela o usuário vai ter permissão, é só você marcar a opção que ele poderá fazer na tela, exemplo: Abrir, Salvar, Excluir, Imprimir e acessar as abas que a tela contem.

Assim que atribuir a permissão, é só ir em “Salvar”.

Novo Layout NFCe 4.00 – Nota Fiscal Consumidor Eletrônica

Após a atualização da NFe/DANFE para 4.00, agora a SEFAZ irá atualizar também a NFCe/SAT, que trata da nota fiscal ao consumidor eletrônica.

O novo layout da NFCe 4.00 já está em produção e o antigo layout 3.10 irá deixar de funcionar em 01/10/2018. Por isso é fundamental manter o seu sistema atualizado e também manter o seu windows atualizado. Não deixe para fazer somente quando trocar o layout, pois atualizações acumuladas podem demorar bastante tempo para serem executadas.

Há uma informação importante quanto ao certificado digital. Para se adequar as novas tecnologias, a transmissão de NFCe só irá funcionar utilizando certificado digital A1 (arquivo). Portanto, se você usa NFCe e utiliza certificado A3 (cartão) é importante providenciar um outro certificado em modelo A1 até a data limite de 01/10/2018.

As mudanças que ocorreram na NFe também são válidas para NFCe. Abaixo mandamos as mudanças para relembrar:

  • Emissão de NFCe não irá mais funcionar em XP, Windows Server 2003 e Windows Server 2008 (R1)
    Se você ainda usa algumas dessas versões do Windows será necessário providenciar a evolução desses equipamentos. A troca se faz necessária pois o mecanismo de segurança na nova versão não irá funcionar mais em ambiente antigos. Mantenha o seu windows atualizado. A transmissão de da NFCe só irá ocorrer em windows com todas as atualizações disponíveis.
  • Controle dos meios de pagamento (faturas/duplicatas)
    Será aumentando o nível de controle nesse item da Nfe. Será obrigatório informar a forma correta que o cliente irá pagar, em especial os casos de recebimento por cartão de crédito, aonde deverá ser informada a bandeira e o número da autorização do cartão. A data de vencimento das parcelas também não poderá ser anterior a data de transmissão da nota. E a soma das parcelas não poderá ser diferente do total da nota.
  • NCM e CEST
    Observe se você tem informado corretamente esses dois itens, pois o nível de controle da receita nesse item aumentou. A receita tem feito comparativos entre NCMs de compra e os seus NCMs de venda. Vários NCMs foram cancelados e outros novos apareceram. Em caso de revenda, sempre verifique o NCMs que seu fornecedor tem usado, e em caso de indústria é interessante fazer a devida pesquisar para se obter o NCM correto do seu produto.

 

Políticas de Uso de Software e Atendimento de Suporte ao Usuário

Horário de atendimento:

De segunda às sextas-feiras, das 08:30 às 11:30 e das 14:00 às 17:00

 

Canais de atendimento:

Telefone Fixo: (16)3203-4341

Celular/WhatsApp: (16)98200-0685

Chat do Suporte: http://www.f5sg.com.br/suporte/

Chamados via painel do cliente: http://painel.f5sistemasdegestao.com.br/login

 

Prazo para resposta:

O prazo para a primeira resposta do chamado de suporte é de até 01 dia útil. O prazo para solução final do chamado dependerá do seu conteúdo.

 

Prioridades no atendimento:

Será seguido a ordem de abertura dos chamados através dos canais informados acima e será concorrido com todos os clientes da F5Software.

 

Solicitação de novos desenvolvimentos

Solicitações de novos desenvolvimentos, incluindo relatório, adicionar campo, adicionar procedimentos e rotinas devem ser solicitados unicamente pelo painel do cliente e serão cobrados à parte. O custo para desenvolvimento será acordado entre as partes antes do seu desenvolvimento.

 

Alteração de permissões de usuário

Recomendamos que alterações de permissão de usuário seja feita por um responsável dentro da sua empresa. Caso isso não seja possível em determinado momento, alterações de permissão de usuário deverá ser solicitada através do nosso painel do cliente.

 

Alterações diretas na base de dados

Quando houver necessidade de alteração de dados diretamente da base de dados, ou seja, quando o sistema não oferecer essa possibilidade, essa solicitação deverá ser feita através do painel do cliente.

 

Sobre o Backup

A F5Software instalará e configurar uma rotina de backup automatizado. O backup será gravado em 3 locais indicados pelo usuário, sendo um deles deverá ser algum destino em nuvem. Caberá ao usuário monitorar se a ferramenta de backup tem realizado as rotinas, se os 3 locais de destino estão válidos e se a conta de backup em nuvem está ativa.

 

Sobre o escopo do nosso atendimento

O atendimento de suporte NÂO inclui serviços de manutenção em sistemas e em computadores já existentes na empresa, tais como problemas na rede, em impressoras, na internet e demais problemas de infraestrutura.

 

Configuração de carteira de boleto

Para configuração de uma nova carteira de boleto diferente da do dia que foi implantado o sistema, será cobrado uma taxa adicional de R$150,00 (cento e cinquenta reais), quando essa carteira for do mesmo CNPJ. Em caso da carteira for de CNPJ diferente, será cobrado uma taxa de liberação da licença, no valor de R$600,00 (seiscentos reais)

 

Bloqueio do sistema

Em caso do não pagamento da mensalidade do sistema, o mesmo será bloqueado após 10 dias de atraso.

Certificado digital: Recomendamos modelo A1

 

A principal diferença entre os certificados A1 e A3 é a geração e o armazenamento das chaves criptográficas (arquivo digital, token ou cartão).

  • A1: é o arquivo digital gerado e armazenado no próprio computador pessoal do usuário, com validade de 1 ano.
  • A3: Disponível em token ou cartão, pode ser utilizado em apenas 1 computador por vez, com validade de 1 a 3 anos.

Nos recomendamos a aquisição do modelo A1, pois ele tem várias vantagens:

– poderá instalar o certificado em diversas máquinas, dessa forma pode emitir NFe ou NFCe em mais de um local;
– não é necessário comprar leitora de cartão.
– não será preciso se preocupar com instalação e problemas recorrentes que podem ocorrer junto com ela (erro 90);
– maior velocidade de emissão, visto que o certificado A1 possibilidade a utilização da API;
– funciona com aplicações em nuvem e remotas;

As novas tecnologias que estão surgindo, em especial as aplicações em nuvem, que podem ser acessadas de qualquer lugar exigem que seja usado o certificado A1, pois este modelo não tem limitação física.

Assim se a sua empresa está para comprar ou renovar o seu certificado, escolha o modelo A1 para não ter limitações.

Boleto atrasado a partir de R$ 800 já pode ser pago em qualquer banco

A partir deste sábado (24/03) será possível pagar boletos vencidos com valor igual ou
superior a R$ 800 em qualquer banco. Até então, só era possível fazer o
pagamento do boleto atrasado em uma agência da instituição emissora do
documento.

A medida faz parte do calendário do novo sistema para cobrança de boletos que
está sendo implantado pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) desde julho
do ano passado. A última etapa foi colocada em prática em setembro, com a
liberação para o pagamento de boletos vencidos acima de R$ 2.000 em qualquer
banco. O valor está diminuindo progressivamente, até ser aceito o pagamento
atrasado de qualquer quantia.

 

É importante lembra que se você ainda não trabalha com boleto registrado, converse com o seu gerente para que você ative esse serviço o quanto antes. Boletos sem registros não podem mais se pagos na rede bancária.

 

O calendário original previa que a plataforma fosse totalmente implantada –com a
possibilidade de pagamento de boletos de qualquer valor– até dezembro do ano
passado, porém a Febraban decidiu estender o prazo
(https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/10/09/pagamento-boletovencido-
adiado.htm) “em função do volume elevado de documentos que trafegarão
pelo novo sistema [cerca de 4 bilhões de boletos por ano]”.

Veja a seguir o novo cronograma de implantação do novo sistema para pagamento
de boletos vencidos em qualquer agência:
24 de março – R$ 800 ou mais
26 de maio – R$ 400 ou mais
21 de julho – R$ 0,01 ou mais
22 de setembro – processo concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de
crédito e de doações, entre outros

Rastreamento

A nova plataforma de cobrança permitirá a identificação do CPF (Cadastro de
Pessoa Física) ou do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) do pagador, o
que facilitará o rastreamento de pagamentos.
No pagamento do boleto, o próprio sistema verificará as informações. Se os dados
coincidirem com os da plataforma, a operação será validada. Caso haja divergência
nas informações, o pagamento só poderá ser feito no banco de origem da
operação.

Utilizando código CEST nos produtos da sua Nota Fiscal.

 

O que é CEST?

CEST é uma sigla que significa “Código Especificador da Substituição Tributária”. Criado para estabelecer uma sistemática de uniformização e identificação das mercadorias e bens que são passíveis de Substituição Tributária e antecipação de ICMS. Ele é usado em Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) conforme o Convênio ICMS 92, de 20 de agosto de 2015.

 

Quando devo usar?

Se você emitir NF-e ou NFC-e e algum dos itens comercializados estiver descrito na tabela do convênio ICMS 92/15 então você precisa usar o CEST para este item – mesmo que a operação não seja de venda ou até mesmo se o seu estado não participa da substituição tributária.

 

Quando entra em vigor?

A efetivação do código CEST já foi adiada algumas vezes, e hoje, conforme o convênio do ICMS 60/2017 a obrigatoriedade passará entrar em vigor de acordo com a tabela a baixo para os respectivos comércios:

01/07/2017 01/10/2017 01/04/2018
Para a indústria e o importador Para o atacadista Para os demais segmentos econômicos

 

Como devo usar no sistema?

1 – Para utilizar o código CEST no sistema, primeiramente acesse o cadastro do produto em Cadastros Gerais>Produtos>Produto.

Continue lendo…

Mantenha-se seguro de ataques Cibernéticos!

security

O ambiente empresarial tem mudado com frequência ao passar dos anos, novas tecnologias têm surgido, sistemas informatizados são criados, agilizando a velocidade de troca de informações e gerando grandes benefícios aos seus usuários. Ao mesmo tempo que tudo isso acontece, a conectividade das empresas e pessoas que nelas trabalham também aumenta. Porém, sem uma política de segurança de dados, aumenta também a vulnerabilidade a hackers, vírus e tantas outras ameaças. Importante então estabelecer políticas e usar de recursos que aumentam sua segurança e de sua empresa.

Continue lendo…