[SiEmpresarial] NFe – Operações em lote

Para agilizar as operações com as notas fiscais (NFe), foi desenvolvida a tela Operações em lote.

Essa função possui diversas vantagens:

  • Visualização das notas que já foram transmitidas e autorizadas para uso
  • Impressão da segunda via da nota
  • Envio dessas notas por e-mail
  • Transmissão das notas por ambos os métodos, tanto antigo quanto novo

Para utilizar a função de operação em lote, o usuário deverá seguir os seguintes passos:

  • Abrir o menu Fiscal e selecionar a opção Nota Fiscal Própria (NFe) – Operação em Lote
  • Utilizar as opções de filtragem e pesquisar pelas notas que serão transmitidas
  • Após a pesquisa, temos todas as notas que ainda não foram transmitidas e as que já foram autorizadas
  • Em seguida selecione a operação em lote que deseja utilizar.

Abaixo um vídeo demonstrativo:

Utilizando o Portal de Documentos Fiscais emitidos

Com a implementação do novo método de transmissão de documentos fiscais, as empresas agora têm acesso ao Portal de Documentos Fiscais Eletrônicos ou Portal DFe.

Ao acessar o portal, o usuário deverá inserir o login da empresa e caso não possuam um login de acesso, basta entrar em contato com nossa equipe de suporte para estar solicitando o mesmo.

Uma vez no portal, o usuário conseguirá consultar todos os documentos fiscais emitidos:

  • NF-e – Nota Fiscal;
  • NFC-e – Nota Fiscal ao Consumidor;
  • MDF-e – Manifesto;
  • CT-e – Conhecimento de Frete

Além disso, o usuário conseguirá:

  • Filtrar a listagem desses documentos através dos filtros que são disponibilizados;
  • Fazer download dos XML individualmente ou em lote;
  • Fazer o download do PDF de Notas Fiscais Eletrônicas;
  • Gerar um PDF com a listagem de todos os documentos fiscais;
  • Enviar em lote todos os documentos por e-mail.

Em seguida um vídeo demonstrativo de como fazer a utilização do portal:

[SiEmpresarial] Devolução de Produtos Vendidos

Nas últimas versões do sistema que nós disponibilizamos, foi acrescentada a função de Devolução Parcial de Produtos Vendidos.

Essa função pode ser utilizada em duas situações:

  • A primeira, é quando o status do pedido de venda está apenas como confirmado, ou seja, ainda houve o faturamento do pedido, mas o produto já se encontra em reserva.
  • A segunda é quando o pedido de venda já foi faturado e o produto debitado em definitivo do estoque e já foi gerado o contas a receber.

Em ambas as situações, utilizaremos a opção de Devolução Produtos Vendidos.

Para iniciar a devolução do produto através dessa nova função, o usuário deverá seguir os seguintes passos:

  • Navegar até o menu Estoque e selecionar a opção Devolução Produtos Vendidos;
  • Clicar na opção Novo;
  • Digitar o Número do Pedido de Venda ou do Documento de Saída (DS) a ser devolvido;
  • No campo Código Interno, o usuário deverá digitar o código do produto que será devolvido;
  • O próximo passo, é digitar a quantidade que será devolvida no campo Qde Devolvida e clicar no botão com o sinal de soma;
  • Após adicionar os produtos a serem devolvidos, o usuário deverá preencher o campo Motivo Devolução e clicar em Processar;

Vale salientar, que o processo descrito acima deve ser aplicado tanto para pedidos confirmados como para pedidos Faturados. O que diferencia um pedido do outro, é que quando é efetuada a devolução de produto de um pedido faturado, o sistema dá a opção para a empresa decidir o que fazer com o crédito que o cliente receberá.

As opções são:

  • Vale Crédito – O cliente receberá m vale crédito no valor da devolução para a próxima compra.
  • Desconto contas a receber – Caso seja um cliente que possui contas em aberto, para abater o valor dessas contas.
  • Lançar contas a pagar – Caso o cliente não seja frequente no estabelecimento.

Lembrando também que em caso de devolução total de um pedido ou de um DS, verifique a possibilidade de fazer o cancelamento deles. Essa função é mais indicada quando há devolução parcial.

Abaixo um vídeo demonstrativo:

[SiEmpresarial/SiOfi/SiEventos] Novo método de transmissão de nota fiscal – NFe

As versões mais recentes do nosso sistema vêm com um novo método para transmissão de notas fiscais que pode ser usado opcionalmente.

As vantagens para usar o novo método são:

  • Possibilidade de transmitir várias notas simultaneamente;
  • Não é necessário instalar módulo adicional no computador (nfe-app);
  • Qualquer computador pode transmitir as notas;
  • É possível transmitir as notas de qualquer computador, mesmo que ele não esteja com o windows atualizado;
  • Possibilidade de acessar as notas transmitidas através no novo portal online de qualquer computador, mesmo que você esteja fora da empresa;

Para efetuar a transmissão em lote, o usuário deverá seguir os seguintes passos:

  • Gerar as notas manualmente ou através do faturamento/pedido
  • Abrir a tela da nota e clicar na opção Nota  NF-e e selecione a opção Novo Método – Transmitir em lote.
  • Nessa janela, temos todas as notas que ainda não foram transmitidas no sistema.
  • Para transmitir várias notas de uma vez basta selecionar as notas que deseja, ou clicar na opção Selecionar Todos que está localizada no rodapé da janela aberta.
  • Em seguida, confirme as opções de visualizar, imprimir ou enviar por e-mail
  • Para finalizar, clicar em Transmitir.

As notas que foram transmitidas com sucesso serão marcadas em verde e as com rejeição serão marcadas em vermelho. Clicando duas vezes sobre a nota transmitira é possível visualizar ela em PDF. Clicando com o botão da direta é possível enviar e-mail para várias destinatários, alem do envio automático.

Lembrando apenas que para uso do novo método é necessário que a empresa tenha certificado modelo A1 (arquivo), e o método antigo irá continuar disponível para uso, caso a empresa prefira.

Abaixo um vídeo demonstrativo.

 

Comunicado Importante Sobre Certificado Digital

 

Se a sua empresa ainda utiliza o certificado em token ou cartão (A3), essa informação é importante para você.

Com as novas tecnologias que estão surgindo, a evolução do software e, em especial as aplicações em nuvem, aonde o software pode ser acessado de qualquer lugar,  exigem que seja usado o certificado A1 (arquivo) para transmissão de documentos fiscais (NFe, NFCe, MDFe, CTe) pois este modelo não tem limitações físicas para o seu uso.

Há outras vantagens também no uso do certificado A1, como a possibilidade de ser instalado em vários computadores e vários sistemas, pode ser usado ao mesmo tempo em vários lugares, não é necessário uso de leitores externos e nem fazer instalações adicionais.

Desta forma  no momento da renovação do seu certificado você deve optar pelo modelo A1 e não mais os modelos em cartão ou token.

Para emissão de documentos fiscais como NFCe, MDFe, CTe, hoje apenas só é possível ser usado o modelo A1.

Para emissão da NFe, ainda é possível usar o modelo de certificado em token ou cartão, porém isso deve mudar em 2020, quando apenas será possível usar o modelo A1.

Qualquer duvida, entrar em contato.