724 Rejeição: NF-e sem o nome do destinatário – Como resolver?

Se uma NF-e foi emitida, e, o Nome do Destinatário não foi preenchido corretamente, ocorrerá a Rejeição 724 – NF-e sem o nome do destinatário.

Para consultar a NF-e que consta o Nome do Destinatário sem preenchimento, você deve acessar NOTA FISCAL, e, uma tela de nf-e estará em aberto. No campo DESTINATÁRIO, terá uma lupa com sinal de + (a imagem apresentada logo a baixo) para que possa consultar o cadastro de pessoas.




Verifique no campo XNOME se está faltando algo a ser preenchido e depois clique em salvar.

228 Rejeição: Data de Emissão muito atrasada – Como resolver?

Se uma NF-e foi enviada no dia 13/02/2022 no site da Sefaz, mas a emissão dela é 31/12/2021. Neste caso, existe mais de 30 dias de diferença entre a data atual e a data de emissão informada na NF-e.

Você pode consultar em FISCAL > NOTA FISCAL PRÓPRIA em seu sistema. Quando aberta a tela NF-e, você deve procurar pela nota que consta em atraso. Lembre-se que, ao tentar transmitir essa nota após os 30 dias, causará a Rejeição 228 – Data de Emissão muito atrasada.

A solução para essa situação é a inutilização da nota, usando o botão CANCELAR dentro da tela da nota, e uma nova montagem da nota, ou, duplicando a nota cancelada.

[SiEmpresarial] – Envio de arquivos fiscais pelo sistema

Mostraremos nesse post o passo a passo para realizar o envio de arquivos fiscais de notas emitidas por e-mail direto pelo sistema

Veja como agendar o envio automático dos arquivos fiscais: [Painel da F5] Agendamento de envio de arquivos fiscais

Vá até “Rotinas Diversas > Enviar XML > NFe/Danfe – PDF/XML – Arquivos Locais

Selecione a Empresa, o período desejado nos filtros de data e clique na lupa para pesquisar.


Ao listar, o sistema irá alertar se estiver faltando algum arquivo PDF/XML deixando as linhas das colunas ARQUIVO XML e/ou ARQUIVO PDF em vermelho.


Caso estiver faltando um ou mais arquivos faça o download antes de realizar o envio clicando no botão Baixar Arquivos Faltantes



Após se certificar de que não há nenhum arquivo faltante clique no botão Enviar PDF/XML



Preencha o E-mail do destinatário (caso necessário poderá adicionar até dois e-mails de cópia) e clique em Enviar

[SiEmpresarial, SiOfi, SiEventos] – Personalizar o assunto do e-mail da tela de NF-e

É possível padronizar/personalizar o assunto do e-mail enviado na tela de NF-e. O procedimento é feito na tela de Parâmetros do Sistema. Veja o passo a passo a seguir:

Vá até Configurações > Parâmetros do Sistema e navegue até a aba NFe / NFSe. O assunto será personalizado no campo Assunto Email NFe




É possível incluir no assunto do e-mail as informações: Número da nota fiscal, data de saída e o nome do destinatário usando as seguintes Tags: #NUMERONOTAFISCAL, #DATASAIDA e #DESTINATARIO.
No exemplo a baixo vou criar o assunto: PDF/XML NF-e #NUMERONOTAFISCAL#DATASAIDA – #DESTINATARIO


Ao usar a função de envio de e-mail da tela de NFe (NF-e > Enviar E-mail XML/PDF) o assunto será preenchido conforme pré-definido


[SiEmpresarial/SiOfi] NFe -Prévia da DANFe

Nesta postagem mostraremos como gerar uma prévia da sua nota fiscal para enviar a um fornecedor ou para algum cliente. A finalidade da prévia é para conferência dos dados inseridos na nota antes da emissão da transmissão dela, isso evita futuras cartas de correção e cancelamentos de nota para correção de dados.

Para gerar a prévia da nota abra sua nota fiscal no sistema, sem seguida clique no botão ao lado do botão NFe para expandir mais opções, logo que expandir encontrará a opção PREVIEW NFE:

Após clicar na opção preview será aberto uma nova janela mostrando uma prévia da danfe, lembrando que essa nota não possui valor fiscal, deve usada para conferência de informações.

Observação: A prévia da nota somente pode ser usada em notas que ainda não foram transmitidas, caso escolha uma nota que já possui dados de autorização e tente gerar uma prévia, o sistema irá alertar sobre a emissão dela.

Exemplo:

Lista de Rejeições NF-e (modelagem)

você enfrenta bastante problemas com as rejeições de notas? não sabe interpretar o que as rejeições indicam?

Então nesta postagem mostremos as principais rejeições de NF-e retornados pela Sefaz.

Rejeições:

201 Rejeição: O número máximo de numeração de NF-e a inutilizar ultrapassou o limite

Motivo: Quantidade máxima de numeração a inutilizar ultrapassa o limite (1.000 números é o limite atual)

203 Rejeição: Emissor não habilitado para emissão da NF-e

Motivo: Significa que o CNPJ do emissor (sua empresa) não consta como credenciado a emitir NF-e no ambiente desejado.

Solução 1: Se o CNPJ da sua empresa não estiver credenciado para emitir notas, então solicite o credenciamento do CNPJ emissor na SEFAZ de origem.

Solução 2: Se o CNPJ estiver habilitado para emitir notas e mesmo assim a rejeição do emissor continua então entre em contato com seu contador para que possam resolver o problema em questão.

204 Rejeição: Duplicidade de NF-e

Motivo: Quando ocorrer duplicidade da nota é sinal que a nota já foi homologada pelo SEFAZ.

Causa: Esta situação pode ocorrer quando, por exemplo, na sua empresa houver uma emissão de notas no mesmo segundo, então quando duas notas são emitidas ao mesmo tempo a mesma numeração é atribuída para as notas, mas apenas uma será transmitida, a nota que ficou com numeração duplicada será rejeitada como duplicidade.

Solução: Para solucionar entre em contato com o suporte da F5 para que possamos fazer a alteração das numerações. Suporte F5 Telefone/WhatsApp: 16 3203-4341.

Caso deseje consultar esta NF-e na base de dados da Sefaz para ver a nota com mesma numeração clique aqui.

205 Rejeição: NF-e está denegada na base de dados da SEFAZ

Esta rejeição significa que esta nota foi Denegada devido a irregularidade do destinatário perante a Sefaz ou até mesmo o emitente. Neste caso não é mais possível utilizar esta numeração de nota, ou seja, a nota é cancelada automaticamente pela Sefaz.

Solução: Verifique junto as empresas qual possui alguma irregularidade na Sefaz do Estado.

Para consultar a irregularidade da empresa é possível utilizar o SINTEGRA.

206 Rejeição: NF-e já está inutilizada na Base de dados da SEFAZ

Motivo: Caso você tente emitir uma nota com a sequência/numeração de nota que já tenha sido inutilizada, a nota será rejeitada.

Solução: Solução: Para solucionar entre em contato com o suporte da F5 para que possamos fazer a alteração das numerações. Suporte F5 Telefone/WhatsApp: 16 3203-4341.

207 Rejeição: CNPJ do emitente inválido

208 Rejeição: CNPJ do destinatário inválido

209 Rejeição: IE do emitente inválida

210 Rejeição: IE do destinatário inválida

211 Rejeição: IE do substituto inválida

Motivo: Os dados informados no CNPJ ou IE não correspondem ao que está cadastrado na Sefaz.

Os dados do emitente ou destinatário podem ser verificados no SINTEGRA.

212 Rejeição: Data de emissão NF-e posterior a data de recebimento

Motivo: Esta rejeição ocorre quando a data e a hora informada no arquivo de emissão da nota seja maior do que a hora atual da Sefaz.

Solução 1: Verifique o fuso horário que esta sendo informado nos parâmetros do seu sistema.

Solução 2: Verifique também a hora que está configurada no seu sistema operacional.

A Sefaz tem tolerância apenas de 5 (cinco) minutos.

213 Rejeição: CNPJ-Base do Emitente difere do CNPJ-Base do Certificado Digital

Motivo: O sistema verifica automaticamente a autenticidade do CNPJ informado no arquivo de emissão da nota juntamente com o CNPJ referente ao certificado digital. Caso eles estiverem alguma diferença ocorrerá esta rejeição.

214 Rejeição: Tamanho da mensagem excedeu o limite estabelecido

Motivo: Este erro ocorre quando o arquivo de emissão excede o tamanho máximo permitido que é de 500Kb. Geralmente este erro ocorre quando é realizado o envio de notas em lote.

Solução: Ao fazer envio em lote diminua o número de notas selecionadas para fazer transmissão. Por exemplo, se estiver mandando 60 notas ao mesmo tempo e ocorrer a rejeição então diminua a quantidade seleciona, faça a transmissão das notas aos poucos para evitar esta rejeição.

215 Rejeição: Falha no schema XML

Motivo: Este erro indica que o documento emitido esta com algum campo errado, podendo ser algumas informação do destinatário faltando ou até mesmo um campo informado com algum dado incorreto.

Solução: Nesse caso é necessário conferir todos os dados da nota e dos cadastros da pessoa e dos produtos.

216 Rejeição: Chave de Acesso difere da cadastrada

Motivo: Este erro ocorre geralmente quando está sendo realizado um cancelamento ou uma carta de correção, se a chave de acesso informada no cancelamento ou na carta de correção for diferente da chave de acesso referente a nota autorizada na Sefaz então ocorre a rejeição.

Solução 1: Verifique a chave de acesso correta na nota para ser informada no evento, você pode comparar a chave de acesso no cancelamento ou na carta de correção com a chave utilizada na autorização da nota.

Solução 2: Caso a rejeição persista, mesmo se as chaves de cancelamento e de autorização forem iguais, entre em contato com o suporte da F5 para que possamos analisar o problema.

217 Rejeição: NF-e não consta na base de dados da SEFAZ

Motivo: Esta mensagem indica que a chave desta NF-e não consta no ambiente da sefaz.

Solução: Entre em contato com o suporte da F5 para que possamos analisar o problema.

218 Rejeição: NF-e já está cancelada na base de dados da SEFAZ

Motivo: Esta mensagem significa que esta NF-e já foi cancelada na base da Sefaz e por isso não poderá ser realizada nenhuma outra operação com esta chave de acesso. Caso tente emitir, cancelar ou fazer uma carta de correção com uma chave que já está cancelada ocorre esta rejeição. O caso mais comum é quando o cliente cancela uma nota e após a Sefaz registrar o cancelamento ela não retorna ao sistema que a chave foi cancelada, e os clientes pensam que ela pode não ter sido cancelada quando na verdade foi cancelada.

221 Rejeição: Confirmado o recebimento da NF-e pelo destinatário

Motivo: Esta rejeição indica que o destinatário da nota fiscal realizou a manifestação confirmando o recebimento da mercadoria, então esta nota se encontra impedida de cancelamento.

222 Rejeição: Protocolo de Autorização de Uso difere do cadastrado

Motivo: Esta mensagem significa que em um Cancelamento ou Carta de correção foi informado o número do protocolo que não corresponde a chave de acesso desta NF-e. Esta rejeição é comum de acontecer quando os clientes que possuem certificado A3 (Cartão) ou A1 (Arquivo) usam o método errado para fazer o cancelamento ou a carta de correção da nota.

Solução 1: Caso não saiba se seu certificado é arquivo ou cartão entre em contato com o contador para que ele possa lhe passar a devida orientação do certificado.

Solução 2: Caso souber o tipo de certificado mas não souber onde realizar o cancelamento ou a carta de correção no sistema entre em contato com o suporte da F5.

224 Rejeição: A faixa inicial é maior que a faixa final

Motivo: Em uma inutilização é possível informar uma sequência de notas a serem inutilizadas. Esta mensagem pode ocorrer quando  o número inicial da faixa informado for maior do que o número da faixa final.

 

241 Rejeição: Um número da faixa já foi utilizado

Motivo: Alguma numeração das notas que está sendo inutilizado já foi usado para emitir alguma nota e já foi Autorizada na base da Sefaz. Ocorre quando é realizada uma inutilização com mais de uma numeração e um destes números presentes na faixa já foi utilizado.

Exemplo: a nota 192 de um contribuinte foi autorizada ou cancelada e ele tenta inutilizar a faixa de numeração 180 a 200. Essa operação não será permitida.

245 Rejeição: CNPJ emitente não Cadastrado

Motivo: Esta rejeição ocorre quando o CNPJ do emitente não está cadastrado na sefaz do Estado.

É muito comum ocorrer quando é um novo estabelecimento que ainda não emitiu notas fiscais eletrônicas e ainda não esta devidamente cadastrada na SEFAZ da UF responsável para emitir NF-e.

Solução: Quando isso acontecer, peça para seu contador entrar em contato com a SEFAZ que está enviando a nota fiscal eletrônica, para regularizar a situação ou identificar o motivo pelo qual essa nota está sendo rejeitada com esse motivo.

252 Rejeição: Ambiente informado diverge do Ambiente de recebimento

Motivo: Esta rejeição ocorre quando o emissor envia boletos em um ambiente de tipo HOMOLOGAÇÃO, que é um ambiente de testes, caso envie a nota para o servidor de Produção a rejeição ocorrerá.

Solução: Quando isto ocorrer entre em contato com o suporte da F5 para que possamos corrigir o tipo de ambiente do sistema.

254 Rejeição: NF-e complementar não possui NF referenciada

Motivo: Esta rejeição ocorre quando está sendo emitido uma nota com a finalidade 2 = NF-e Complementar, porém não foi  referenciado nenhuma nota a ser complementada em um dos Grupo Documento Fiscal Referenciado.

Solução: Quando é feito uma nota complementar no sistema é necessário, na aba NFe da sua nota, referenciar a nota que está sendo complementada.

266 Rejeição: Série utilizada fora da faixa permitida no Web Service (0-889)

Motivo: Esta rejeição ocorre quando a série da nota utilizada para a emissão não está dentro da faixa 0 – 899.

Solução: Para solucionar entre em contato com o suporte da F5 para que possamos fazer a alteração das numerações. Suporte F5 Telefone/WhatsApp: 16 3203-4341.

268 Rejeição: NF Complementar referencia uma outra NF-e Complementar

Motivo: Esta rejeição ocorre quando está emitindo uma NF-e com a Finalidade 2 = Complementar e a nota referenciada também é uma NF-e com a Finalidade Complementar. Para resumir esta rejeição ocorre quando um nota complementar referencia outra complementar.

Solução: Referencie a nota principal e não a complementar.

321 Rejeição: NF-e de devolução não possui documento fiscal referenciado

Motivo: Está sendo emitida uma NF-e com a finalidade de devolução porém não foi referenciado a chave de acesso da Nota a ser devolvida.

Solução: Precisa ser verificado se esta nota realmente é de devolução e informar no sistema, especificamente na aba NFe da sua nota, a chave de acesso da nota que está sendo devolvida.

 

324 Rejeição: CNPJ do destinatário já autorizado para download

Motivo: Quando emitida uma NF-e informando, na autorização para obter XML, o mesmo CNPJ do Destinatário da NF-e, é retornado esta rejeição.

Solução: Só deve ser informado o CNPJ de outro envolvido na NF-e, seja contador, transportador, enfim.

 

327 Rejeição: CFOP inválido para Nota Fiscal com finalidade de devolução de mercadoria

Motivo: Será retornado esta rejeição no caso da emissão de uma NF-e com Finalidade = 4 devolução/retorno, porém o CFOP utilizado na emissão da nota não é um CFOP para devolução.

Solução 1: Dentro de sua nota fiscal no sistema, troque o CFOP da natureza de operação e troque também o CFOP dos produtos para um CFOP válido de devolução.

Solução 2: Caso não saiba qual CFOP deve utilizar ou está em dúvida então entre em contato com seu contador para que ele possa fornecer o número correto.

328 Rejeição: CFOP de devolução de mercadoria para NFe que não tem finalidade de devolução

Motivo: Será retornado esta rejeição no caso da emissão de uma NF-e com CFOP de devolução porém a Finalidade da Emissão da nota não é de devolução.

Solução 1: Dentro de sua nota fiscal no sistema, troque o CFOP da natureza de operação e troque também o CFOP dos produtos para um CFOP válido que não indique devolução.

Solução 2: Caso não saiba qual CFOP deve utilizar ou está em dúvida então entre em contato com seu contador para que ele possa fornecer o número correto.

508 Rejeição: CST incompatível na operação com Não Contribuinte

Motivo: A rejeição irá ocorrer se o perfil do cliente no cadastro estiver como Não Contribuinte (Perfil=9) mas CST for diferente da relação abaixo:

00-Tributada integralmente;

20-Com redução da Base de Cálculo;

40-Isenta;

41-Não tributada;

60-ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária;

Solução: Verificar o CST correto para preenchimento e também se o seu cliente está com o perfil correto no cadastro de pessoas.

529 Rejeição: CST incompatível na operação com Contribuinte Isento de Inscrição Estadual

Motivo: A rejeição irá ocorrer se o perfil do cliente no cadastro estiver como Contribuinte Isento de Inscrição Estadual (Perfil=2) mas CST for diferente da relação abaixo:

50-Suspensão na cobrança do ICMS;

51-Diferimento na cobrança do ICMS.

Solução: Verificar o CST correto para preenchimento e também se o seu cliente está com o perfil correto no cadastro de pessoas.

******533 Rejeição: Total da BC ICMS-ST difere do somatório dos itens. –VER CSOSN, se estiver errado deve trocar pois ele faz o calculo do ICMS

O valor da Base do ICMS ST informado nos grupos N não está correspondendo ao valor da Base do ICMS ST informado no W02 coluna 3.

Refaça o cálculo referente a informação do ICMS ST na linha N e informe corretamente no W02.

590 Rejeição: Informado CST para emissor do Simples Nacional

Motivo: Esta rejeição ocorre quando a empresa faz parte do regime do Simples Nacional e não tem numeração de CSOSN com grupo de ICMS preenchido corretamente.

Solução: Para uma empresa que faz parte do regime Simples Nacional só é permitido utilizar CSOSN, e por isso quando informar que esta empresa é simples nacional CRT deve usar os seguintes grupos de ICMS:

599 Rejeição: CFOP de Importação e não informado dados de II

Motivo: Foi utilizado um CFOP de importação porém não foi informado o grupo do Imposto de Importação

Solução: Verifique se esta nota é de importação e se caso for informe o grupo referente ao Imposto de Importação com os campos obrigatórios, também somando estes valores do imposto. Este local no sistema fica dentro do produto na nota fiscal, há um botão chamado DI (Declaração de Imposto), é neste local que deve ser feito toda o preenchimento dos impostos, ressaltando que a nota deve estar com natureza de operação como IMPORTAÇÃO e a seu Ind. Dest. como 3 – Interestadual.

600 Rejeição: CSOSN incompatível na operação com Não Contribuinte

Motivo: A rejeição irá ocorrer se o perfil do cliente no cadastro estiver como Não Contribuinte (Perfil=9) mas o  CSOSN difere da relação abaixo:

102-Tributação SN sem permissão de crédito;

103-Tributação SN, com isenção para faixa de receita bruta;

400-Não tributada pelo Simples Nacional;

500-ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária ou por antecipação;

Solução: Verificar o CSOSN correto para preenchimento e também se o seu cliente está com o perfil correto no cadastro de pessoas.

629 Rejeição: Valor do Produto difere do produto Valor Unitário de Comercialização e Quantidade Comercial

Motivo: O valor total do produto na nota não corresponde ao valor da unidade * a quantidade do produto.

Solução: Conferir o valor de quantidade e valor unitário do produto para que o cálculo seja feito corretamente.

660 Rejeição: CFOP de Combustível e não informado grupo de combustível da NF-e

Motivo: Informado na NF-e um CFOP de Combustível porém não foi inserido os dados do grupo de Combustível.

693 Rejeição: Alíquota de ICMS superior a definida para a operação interestadual

Validação alíquota do ICMS na operação interestadual:

CFOP de operação de saída para outra UF (inicia por 6) e

Origem da mercadoria difere de 1, 2, 3 ou 8;

Valor alíquota do ICMS maior do que “7.00” (7 por cento) para os Estados de origem do Sul e Sudeste (exceto ES), destinado para os Estados do Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Espírito Santo.

Valor alíquota do ICMS maior do que “12.00” (12 por cento) para os demais casos.

694 Rejeição: Não informado o grupo de ICMS para a UF de destino

Motivo: A Rejeição 694 ocorre quando toda a operação Interestadual que envolva Consumidor final não contribuinte de ICMS.

Solução 1: Quando é emitido uma nota para fora do estado, na aba NFE do seu sistema deve colocar o IND. DEST 2- INTERESTADUAL, e a PRESENÇA precisa ser 2-OPERAÇÃO NÃO PRESENCIAL. E mais importante, é necessário também ir nas OPÇÕES da sua nota fiscal e clicar em GERAR VALORES DIFAL.

Solução 2: Se o erro persistir mesmo usando configurações citadas acima, vá até o cadastro do destinatário no seu sistema, confira se o perfil dele é o que está realmente cadastrado, caso não seja então troque e salve o cadastro.

695 Rejeição: Informado indevidamente o grupo de ICMS para a UF de destino

Informado indevidamente o grupo de ICMS para a UF de Destino (tag:ICMSUFDest):

Não é operação Interestadual (idDest<>2) ou – Não é operação com Consumidor Final (indFinal<>1) ou

Não é operação com Não Contribuinte (indIEDest<>9) ou – Operação de prestação de serviços (existe tag “ISSQN”)

Exceção: A critério da UF a regra de validação acima não se aplica na devolução (finNFe=4) por NFe Avulsa com IE do Emitente=ISENTO.

697 Rejeição: Alíquota interestadual do ICMS com origem diferente do previsto

Motivo: Informada alíquota interestadual (tag:pICMSInter) de 4% e – Origem da mercadoria difere de produto importado

Se informada alíquota interestadual (tag:pICMSInter) de 7 ou 12% e – Origem da mercadoria de produto importado

 Clique aqui e veja mais sobre essa rejeição em nosso Blog.

698 Rejeição: Alíquota interestadual do ICMS incompatível com as UF envolvidas na operação

Se informada alíquota interestadual (tag:pICMSInter) de 7 ou 12% e

Alíquota interestadual incompatível com as UF envolvidas: – 7% para os Estados de origem do Sul e Sudeste (exceto ES), destinado para os Estados do Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Espírito Santo; – 12% para os demais casos.

699 Rejeição: Percentual do ICMS Interestadual para a UF de destino difere do previsto para o ano da Data de Emissão

Motivo: O percentual do ICMS Interestadual para a UF de destino difere do previsto para o ano da Data de Emissão.

I – Estado de destino:

a) no ano de 2016: 40% (quarenta por cento) do montante apurado;

b) no ano de 2017: 60% (sessenta por cento) do montante apurado;

c) no ano de 2018: 80% (oitenta por cento) do montante apurado;

II – Estado de origem:

a) no ano de 2016: 60% (sessenta por cento) do montante apurado;

b) no ano de 2017: 40% (quarenta por cento) do montante apurado;

c) no ano de 2018: 20% (vinte por cento) do montante apurado.

Solução: É necessário encontrar o campo pICMSInterPart dentro dos produtos na nota e alterar o valor para a porcentagem correta de acordo com o ano.

701 Rejeição: Não informado Nota Fiscal referenciada

Primeira situação: Quando for emitida uma NF-e com CFOP igual a 5.929 ou 6.929, e não for referenciado o ECF emitido (refECF) na linha B20J

  • 5.929 – Lançamento efetuado em decorrência de emissão de documento fiscal relativo a operação ou prestação também registrada em equipamento Emissor de Cupom Fiscal – ECF;
  • 6.929 – Lançamento efetuado em decorrência de emissão de documento fiscal relativo a operação ou prestação também registrada em equipamento Emissor de Cupom Fiscal – ECF.

Segunda situação: Quando for emitida uma NF-e com CFOP igual à 3.503 ou 7.501, e não for referenciada a NF-e (refNFe) recebida com fim específico de exportação

  • 3.503 –  Devolução de mercadoria exportada que tenha sido recebida com fim específico de exportação;
  • 7.501 –  Exportação de mercadorias recebidas com fim específico de exportação.

778 Rejeição : Informado NCM inexistente

Motivo: O NCM informado na emissão da NF-e não consta na tabela de NCM publicada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC.

Solução: É necessário conferir todos os NCMs dos produtos na nota fiscal, algum produto pode estar sem NCM ou com NCM incorreto.

793 Rejeição: Valor do ICMS relativo ao Fundo de Combate à Pobreza na UF de destino difere do calculado

Valor do ICMS relativo ao Fundo de Combate à Pobreza na UF de destino (tag:vFCPUFDest) difere de: vBCUFDest * pFCPUFDest (*4)

Clique aqui e veja mais sobre essa rejeição em nosso Blog.

798 Rejeição: Valor total do ICMS relativo Fundo de Combate à Pobreza (FCP) da UF de destino difere do somatório do valor dos itens

Total do ICMS relativo Fundo de Combate à Pobreza (FCP) da UF de destino (tag:vFCPUFDest, id:W04c) difere do somatório do valor dos itens (id:NA13)

Clique aqui e veja mais sobre essa rejeição em nosso Blog.

799 Rejeição: Valor total do ICMS Interestadual da UF de destino difere do somatório dos itens

Total do ICMS Interestadual para a UF de destino (tag:vICMSUFDest, id:W04e) difere do somatório do valor dos itens (id:NA15).

Clique aqui e veja mais sobre essa rejeição em nosso Blog.

805 Rejeição: A SEFAZ do destinatário não permite Contribuinte Isento de Inscrição Estadual

Motivo: Ocorre quando o destinatário é informado como Contribuinte Isento de Inscrição Estadual (indIEDest=2-ISENTO) em UF que não permite esta situação: – AM, BA, CE, GO, MG, MS, MT,PE, RN, SE, SP

Solução: Deve verificar no cadastro do destinatário se ele realmente é Isento, caso não seja troque o para o perfil correto.

806 Rejeição: Operação com ICMS-ST sem informação do CEST


Operação sem informação do CEST (campo CEST) e CST ou CSOSN da relação abaixo:

10-tributada com cobrança de ICMS por substituição tributária

30-isenta ou não tributada com cobrança de ICMS por substituição tributária

60-ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária

70-com redução de base de cálculo e cobrança de ICMS por substituição tributária

90-outros, desde que com a TAG vICMSST

201-tributada pelo Simples Nacional com permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária

202- tributada pelo Simples Nacional sem permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária

203-isenção de ICMS do Simples Nacional para a faixa de receita, com cobrança do ICMS por substituição tributária

900-outros, desde que com a TAG vICMSST

Clique aqui e veja mais sobre essa rejeição em nosso Blog.

807 Rejeição: NFC-e com grupo de ICMS para a UF do destinatário

Motivo: Informado grupo “ICMSUFDest”(Grupo de ICMS de Partilha) para a NFC-e.

Clique aqui e veja mais sobre essa rejeição em nosso Blog.

998 Rejeição: Licença não Localizada com este CNPJ e Projeto CNPJ Informado: x ou talvez ainda não esteja liberado o uso deste dispositivo!

Esta rejeição ocorre quando a chave da ativação liberada para este não confere com a chave informada na ativação do emissor.

[NFe] Série da NFe: o que é, e qual usar?

O que é?

Um campo obrigatório para a emissão fiscal é a série da NFe que segue um padrão definido pela SEFAZ. A série da NFe auxilia no controle das emissões de notas e identificação do tipo de emissão. A numeração sequencial segue algumas regras e é essencial que o seu preenchimento esteja correto para não ocorrer rejeições na hora da emissão de sua NFe.

Qual usar?

Para quem é cliente de nossos sistemas, ou seja, processo de emissão próprio de NFe, devem usar as seguintes faixas de numeração:
Para emissor CNPJ: de 000 à 889;
Para emissor CPF: de 920 à 969;

Importante comentar que normalmente o CNPJ define um único estabelecimento (uma única filial da empresa na UF), com um único endereço e uma única Inscrição Estadual. No caso do Produtor Rural, isso muda e existem casos onde o mesmo CNPJ participa de vários Estabelecimentos Rurais (várias Inscrições Estaduais).
Nestes casos, o CNPJ na Chave de Acesso pode não identificar uma única Inscrição Estadual na UF.
O mesmo ocorre para o Produtor Rural identificado pelo seu CPF, sendo mais comum ainda a participação do mesmo CPF em diferentes estabelecimentos rurais (várias Inscrições Estaduais de Produtor Rural) na mesma UF.

Numeração da NF-e por Estabelecimento Rural (Inscrição Estadual)

No caso de Produtor Rural, Pessoa Física, na Chave de Acesso consta o CPF do Emitente, mas não consta a Inscrição Estadual.
Esta realidade traz uma dificuldade para poder gerenciar a numeração das NF-e por Inscrição Estadual, caso o CPF possua vários estabelecimentos rurais.
Exemplificando, para o mesmo CPF, a NF-e número 1 pode ser para uma determinada Inscrição Estadual e a NF-e número 2 pode ter sido
autorizada para outra Inscrição Estadual de Produtor Rural.
Nestes casos, o contribuinte deverá utilizar Séries específicas para cada estabelecimento, na faixa 920 a 969.

[SiEmpresarial] NFe – Operações em lote

Para agilizar as operações com as notas fiscais (NFe), foi desenvolvida a tela Operações em lote.

Essa função possui diversas vantagens:

  • Visualização das notas que já foram transmitidas e autorizadas para uso
  • Impressão da segunda via da nota
  • Envio dessas notas por e-mail
  • Transmissão das notas por ambos os métodos, tanto antigo quanto novo

Para utilizar a função de operação em lote, o usuário deverá seguir os seguintes passos:

  • Abrir o menu Fiscal e selecionar a opção Nota Fiscal Própria (NFe) – Operação em Lote
  • Utilizar as opções de filtragem e pesquisar pelas notas que serão transmitidas
  • Após a pesquisa, temos todas as notas que ainda não foram transmitidas e as que já foram autorizadas
  • Em seguida selecione a operação em lote que deseja utilizar.

Abaixo um vídeo demonstrativo:

Utilizando o Portal de Documentos Fiscais emitidos

Com a implementação do novo método de transmissão de documentos fiscais, as empresas agora têm acesso ao Portal de Documentos Fiscais Eletrônicos ou Portal DFe.

Ao acessar o portal, o usuário deverá inserir o login da empresa e caso não possuam um login de acesso, basta entrar em contato com nossa equipe de suporte para estar solicitando o mesmo.

Uma vez no portal, o usuário conseguirá consultar todos os documentos fiscais emitidos:

  • NF-e – Nota Fiscal;
  • NFC-e – Nota Fiscal ao Consumidor;
  • MDF-e – Manifesto;
  • CT-e – Conhecimento de Frete

Além disso, o usuário conseguirá:

  • Filtrar a listagem desses documentos através dos filtros que são disponibilizados;
  • Fazer download dos XML individualmente ou em lote;
  • Fazer o download do PDF de Notas Fiscais Eletrônicas;
  • Gerar um PDF com a listagem de todos os documentos fiscais;
  • Enviar em lote todos os documentos por e-mail.

Em seguida um vídeo demonstrativo de como fazer a utilização do portal:

[SiEmpresarial/SiOfi/SiEventos] Novo método de transmissão de nota fiscal – NFe

As versões mais recentes do nosso sistema vêm com um novo método para transmissão de notas fiscais que pode ser usado opcionalmente.

As vantagens para usar o novo método são:

  • Possibilidade de transmitir várias notas simultaneamente;
  • Não é necessário instalar módulo adicional no computador (nfe-app);
  • Qualquer computador pode transmitir as notas;
  • É possível transmitir as notas de qualquer computador, mesmo que ele não esteja com o windows atualizado;
  • Possibilidade de acessar as notas transmitidas através no novo portal online de qualquer computador, mesmo que você esteja fora da empresa;

Para efetuar a transmissão em lote, o usuário deverá seguir os seguintes passos:

  • Gerar as notas manualmente ou através do faturamento/pedido
  • Abrir a tela da nota e clicar na opção Nota  NF-e e selecione a opção Novo Método – Transmitir em lote.
  • Nessa janela, temos todas as notas que ainda não foram transmitidas no sistema.
  • Para transmitir várias notas de uma vez basta selecionar as notas que deseja, ou clicar na opção Selecionar Todos que está localizada no rodapé da janela aberta.
  • Em seguida, confirme as opções de visualizar, imprimir ou enviar por e-mail
  • Para finalizar, clicar em Transmitir.

As notas que foram transmitidas com sucesso serão marcadas em verde e as com rejeição serão marcadas em vermelho. Clicando duas vezes sobre a nota transmitira é possível visualizar ela em PDF. Clicando com o botão da direta é possível enviar e-mail para várias destinatários, alem do envio automático.

Lembrando apenas que para uso do novo método é necessário que a empresa tenha certificado modelo A1 (arquivo), e o método antigo irá continuar disponível para uso, caso a empresa prefira.

Abaixo um vídeo demonstrativo.